sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

Jovem desaparecida é encontrada morta, e namorado confessa crime

 DF

O namorado de Giovanna Laura Peters confessou que matou a jovem após o casal brigar por causa de ciúme, segundo a polícia.





Giovanna Laura foi encontrada morta nesta quinta-feira (2)
REDES SOCIAIS/REPRODUÇÃO

Giovanna Laura Peters, de 20 anos, foi encontrada morta nesta quinta-feira (2). Ela estava desaparecida desde a última segunda-feira (29/11). De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal, o namorado da jovem, Leandro de Araújo Marques, de 22 anos, foi preso e teria confessado que matou Giovanna após uma discussão motivada por ciúme.

O corpo da jovem estava em uma área de mata, atrás da antiga academia da Polícia Civil, em Taguatinga. Em depoimento, Leandro detalhou que matou a namorada na noite de domingo (28/11) e usou um carro emprestado para desovar o corpo na segunda-feira (29/11).

Leandro Araújo, de 22 anos, confessou que matou Giovanna Laura
Leandro Araújo, de 22 anos, confessou que matou Giovanna Laura
REDES SOCIAIS/REPRODUÇÃO

Giovanna foi encontrada com um sinal de corte no pescoço. Uma faca foi apreendida na casa de Leandro. Ele foi encaminhado ao Complexo da Polícia Civil e aguarda audiência de custódia, que deve acontecer ainda nesta sexta-feira (3).

O casal estava junto há três anos, mas vivia uma crise no relacionamento por causa do ciúmes por parte de Leandro.

A família de Giovanna iniciou as buscas quando perdeu o contato com a jovem após ela sair da residência do namorado, em Ceilândia Sul. Eles acreditavam que Giovanna havia usado o serviço de transporte por aplicativo para voltar para casa, em Samambaia. No entanto, ela nunca chegou. O celular de Giovanna continuava recebendo mensagens e chamadas no dia em que ela sumiu, mas logo depois a família relatou que o telefone havia sido desligado. 

Feminicídios

Esse é o 24º caso de feminicídio no Distrito Federal em 2021. O último havia sido o caso de Ana Carolina de Lima Araújo, de 25 anos, encontrada morta em um motel, em Taguatinga, no dia 31 de outubro.

De acordo com o último relatório divulgado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, que comporta dados coletados entre janeiro e setembro de 2021, a maior parte dos feminicídios tem o ciúmes como motivação principal.

Em 59% dos casos que acabaram em mortes de mulheres, o motivo principal da violência foi ciúmes e a vítima ainda vivia com o agressor. 29% das mortes também foi motivada por ciúmes, mas o casal estava separado. 6% teve como motivação principal o uso de drogas. 6% ainda estão sob investigação.

A maior parte dos agressores é composta de companheiros (41%), seguido de ex-cônjugues (29%), namorados (17%) e ex-namorados (5%). Em 76% dos casos a agressão aconteceu na residência da vítima.

Fonte: R7


quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Senado aprova indicação de André Mendonça para o STF

 BRASIL

Plenário da Casa aprovou nomeação na noite desta quarta-feira (1º) por 47 votos a 32. Ele havia sido indicado por Bolsonaro em julho

Senado aprova indicação de André Mendonça para o STF Foto: Agência SenadoO plenário do Senado aprovou a indicação de André Mendonça para o STF (Supremo Tribunal Federal) na noite desta quarta-feira (1º). O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-advogado-geral da União teve os votos favoráveis de 47 senadores, enquanto 32 foram contra. Ele deve tomar posse na Corte em até duas semanas.Mendonça foi escolhido em julho deste ano pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para ocupar a cadeira deixada pelo ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou. No entanto, para assumir o posto de ministro do STF, ele precisava do aval do Senado. Desde a indicação de Bolsonaro, o presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), vinha se recusando a realizar a sabatina de Mendonça. O senador foi criticado por colegas e só concordou em realizar a sessão do colegiado nesta quarta-feira porque o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pediu um esforço concentrado dos senadores nesta semana para a votação de nomes de autoridades.Na CCJ, a nomeação de Mendonça para o STF foi aprovada por 18 votos a 9. Durante a sabatina na comissão, o ex-ministro de Bolsonaro usou o espaço de fala para traçar um panorama de sua vida, levando informações pessoais e contando como iniciou a atuação na advocacia. Em seguida, passou a evocar a importância do posto para o qual foi indicado e a exaltar o regime democrático.

Mendonça garantiu compromisso com o Estado laico e a liberdade de religião. Ele ainda ressaltou que, em primeiro lugar, compromete-se com a democracia e a defesa do Estado democrático de direito.

"Considerando discussões havidas em função de minha condição religiosa, faz-se importante ressaltar a minha defesa do Estado laico. A Igreja Presbiteriana, à qual pertenço, nasceu no contexto da reforma protestante, sendo uma de suas marcas a defesa da separação entre a Igreja e o Estado. A laicidade é a neutralidade, a não perseguição e a não concessão de privilégios por parte do Estado em relação a um credo específico ou a um grupo determinado de pessoas em função da sua função religiosa", afirmou Mendonça.

Sei que, se aprovado por este Senado Federal, estarei credenciado a assumir o cargo de juiz da Suprema Corte do nosso país, incumbência que vai muito além de um governo, abrange a nação como um todo e o seu futuro, exige independência plena para julgar de acordo com a Constituição e as leis

ANDRÉ MENDONÇA, APROVADO PELO SENADO PARA OCUPAR VAGA DE MINISTRO DO STF

Devido ao seu passado no governo Bolsonaro, ele foi questionado sobre como seria sua atuação no STF diante de casos que venham a ser de interesse do presidente, ao que respondeu que sabe “a distinção entre os papéis de um ministro de Estado e de um ministro do Supremo Tribunal Federal”.

“Sei que, se aprovado por este Senado Federal, estarei credenciado a assumir o cargo de juiz da Suprema Corte do nosso país, incumbência que vai muito além de um governo, abrange a nação como um todo e o seu futuro, exige independência plena para julgar de acordo com a Constituição e as leis”, frisou.

Mendonça também falou sobre a Lei de Segurança Nacional e afirmou que "jamais" usou o instrumento “com o intuito de perseguir ou intimidar" adversários de Bolsonaro, apesar de já ter sido amplamente criticado pelo uso da lei contra críticos do presidente Bolsonaro na época em que esteve à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

André Mendonça durante sabatina do Senado por vaga no STF

André Mendonça durante sabatina do Senado por vaga no STF

ADRIANO MACHADO/REUTERS - 01.12.2021

O advogado justificou-se dizendo que a lei previa como crime caluniar ou difamar o presidente da República, "imputando-lhe fato definido como crime ou ofensivo à sua reputação", e que a apuração do fato se daria mediante requisição do ministro da Justiça. "Minha conduta sempre se deu em estrita obediência ao poder legal e em função do sentimento de ofensa à honra da pessoa ofendida, mas jamais com intuito de perseguir ou intimidar", defendeu-se.

Durante a sabatina, Mendonça ainda se pronunciou sobre a posse e o porte de arma. A questão da liberação de armas a civis é uma das grandes bandeiras de Bolsonaro, amplamente publicizada durante a campanha presidencial de 2018. "Sobre a política de desarmamento, logicamente, há espaço para posse e porte de arma. A questão que deve ser debatida é: quais os limites? Até que ponto? Até que extensão?", questionou.

FONTE: R7

Governo do DF anuncia novo programa de renda após fim do Bolsa Família

 GDF


     CRÉDITO IMAGEM: MAIS BRASIL

 EM , ÀS 

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, anunciou, na última segunda-feira (29), a criação de um novo programa de renda de cunho assistencial. A iniciativa visa amenizar os impactos gerados pelo fim do Bolsa Família e do DF Sem Miséria.

Ibaneis informou, por meio de sua conta na rede social, que enviará à CLDF (Câmara Legislativa do DF) a proposta para criar um programa de renda. O novo benefício deve atender os moradores da capital em situação de vulnerabilidade social.

Segundo o governador o novo programa de renda visa atender as famílias em situação de pobreza e pobreza extrema. A inciativa partiu dos impactos gerados pelo fim do Bolsa Família e do DF Sem Miséria.


FONTE: FDR


quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Dra Deolane Bezerra usa tecnologia que antecipa envelhecimento deixando a com aparência de 80 anos e resultado surpreende*

BRASIL




O aparelho tecnológico faz uma projeção com base na idade atual e mostra as vulnerabilidades dermatológicas e estruturais da pele


A influenciadora Dra Deolane Bezerra não se descuida da beleza, ela passou a tarde de hoje (01), na Clínica Gianoto, em Alphaville, São Paulo.

A clínica localizada em Alphaville é a mais procurada por artistas e celebridades por ser capacitada de altas tecnologias médicas nas áreas de Bem Estar, Saúde e Estética.

Depois de fazer sucesso no Programa Vem pra Cá com Patricia Abravanel no palco, agora foi a vez da Dra Deolane Bezerra ir até a Clínica Gianoto, e ser atendida pelo Dr.Luiz Teixeira referência em tecnologias médicas trouxe o que é de mais moderno no mundo em cuidados dermatológicos que é sucesso das celebridades que moram em Alphaville e tem recebido pessoas de todos os lugares do Brasil para consultas e procedimentos.

A "máquina do futuro" mensura a idade da pele das pessoas e ainda fez uma projeção mostrando como eles ficarão aos 80 anos, caso não façam nenhum procedimento estético.

E foi assim que a Dra Deolane se viu aos 80 se não cuidar da pele. *“Eu to com medo da tecnologia, olha eu com 80 anos, vou cuidar disso logo”* assume a artista.

A evolução da tecnologia no campo estético impressionou a artista, que fez questão de ressaltar que esse avanço veio para ajudar, mas o importante é ter um envelhecimento saudável e uma velhice feliz.

É recomendada uma avaliação com o especialista, para ver a necessidade de cada procedimento em cada pessoa. Já que acima de 30 anos, a pessoa já apresenta nível moderado de flacidez. O médico, alerta, que a indicação é algo muito pessoal, por isso demanda uma avaliação. “Com equipe de alta qualificação, a Clínica Gianoto avalia individualmente seus pacientes e suas indicações preservando sempre a identidade de cada pessoa priorizando a naturalidade.”, diz.


*O CEO Dr Luiz Teixeira ressalta que a pele da Dra. Deolane não tem envelhecimento, mas a ideia é que ela se mantenha jovem, bonita e com a pele saudável, se cuidando sempre.*



terça-feira, 30 de novembro de 2021

Polícia caça homem que matou mulher grávida, enteada de 1 ano e fazendeiro

 GOIÁS 

O caso macabro aconteceu na noite desse domingo (28/11), em Corumbá de Goiás — distante cerca de 124km de Brasília


As forças de segurança do estado de Goiás se mobilizam para localizar o paradeiro de Wanderson Mota Protácio. O homem é acusado de matar a esposa grávida de 4 meses, a enteada, de 1 ano e 8 meses e um fazendeiro vizinho. O caso macabro aconteceu na noite desse domingo (28/11), em Corumbá de Goiás — distante cerca de 124km de Brasília.

Segundo informações preliminares da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), Wanderson assassinou a mulher e a criança dentro de casa com uma faca. Depois disso, ele foi até a fazenda do patrão, onde furtou um revólver com seis munições e se deslocou até uma propriedade vizinha. Lá, ele matou o fazendeiro Roberto Clemente de Matos e tentou estuprar a esposa dele.


A mulher ainda foi baleada e, de acordo com a apuração policial, fingiu-se de morta para escapar com vida. O assassino levou a caminhonete de Roberto e abandonou o veículo após alguns quilômetros, na GO-225. Neste momento, equipes da PMDF e PCGO estão em diligências para localizar o homem.

Processo

Em 2019, Wanderson foi preso pelo crime de tentativa de feminicídio contra uma mulher, cunhada do pai dele. Como consta nos autos do processo, a vítima recebeu diversos golpes de faca nas costas. O caso aconteceu em 8 de dezembro de 2019 em Goianápolis/GO. A discussão começou após Wanderson chegar em casa alcoolizado e sob efeito de drogas. Na casa, ele ameaçou a mulher, ordenando que a mulher entrasse em um quarto com ele.


Após a negativa, o homem desferiu os golpes de faca e a arma branca utilizada acabou quebrando, motivo pelo qual Wanderson fugiu pulando os muros e se escondendo em uma residência próxima. Ele ficou preso na Unidade Prisional de Goianópolis, mas ganhou a liberdade em março de 2020.

Fonte: Correio Braziliense 



quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Putin diz que participou de testes de vacina nasal contra Covid

 MUNDO

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, participa de reunião de gabinete por videoconferência em 24 de novembro de 2021 — Foto: Mikhail Metzel/Sputnik/Kremlin Pool via AP


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quarta-feira (24) que tomou uma dose de reforço da Sputnik V porque seus níveis de anticorpos haviam caído e que também participou de testes de uma forma nasal da vacina russa contra a Covid-19.

As declarações foram dadas no dia em que o governo russo anunciou uma nova versão da Sputnik V para adolescentes e a forma de spray nasal do imunizante — e que pretende exportá-lo (veja mais abaixo).

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quarta-feira (24) que tomou uma dose de reforço da Sputnik V porque seus níveis de anticorpos haviam caído e que também participou de testes de uma forma nasal da vacina russa contra a Covid-19.

As declarações foram dadas no dia em que o governo russo anunciou uma nova versão da Sputnik V para adolescentes e a forma de spray nasal do imunizante — e que pretende exportá-lo (veja mais abaixo).


Putin afirmou que tomou o reforço em forma de injeção e, dias depois, recebeu o spray nasal (que é aplicado como um pó pulverizado em ambas as narinas).


"Foi só isso, não senti nada. Nada", afirmou o presidente russo. "Hoje, depois desses dois procedimentos, já fiz algum esporte pela manhã".

Apesar da declaração de Putin e do anúncio da comercialização, não foram divulgados estudos científicos que comprovem a eficácia das novas formas de imunização — nem que o spray nasal deve ser aplicado após uma dose da vacina na forma injetável.

Denis Logunov, vice-diretor do instituto Gamaleya, disse a Putin no domingo (21) que a vacina nasal ainda não foi testada em estudos clínicos e atualmente está sendo usada "principalmente 'off-label', como de costume, testando em membros da equipe e monitorando".

Os protocolos científicos estabelecem que vacinas e remédios precisam passar por várias fases de testes clínicos, com padrões técnicos e em milhares de pessoas, até que se estabeleça se eles são seguros e eficazes.


Vacina não aprovada

Até o momento, nem mesmo a versão original da Sputnik V — que é aplicada em duas doses — foi aprovada nem pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nem pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês).

A vacina russa também não foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil — foi autorizada apenas a importação excepcional de um lote de 928 mil doses, mas a decisão não garante a qualidade, a eficácia ou a segurança do imunizanteKirill Dmitriev, chefe do RDIF (fundo soberano russo que investiu na Sputnik V e a vendeu para dezenas de países), disse que vai comercializar a forma nasal da vacina para outros países em 2022

Desencontro de informações

O Instituo Gamaleya havia anunciado em junho que pretendia lançar em setembro uma versão nasal da vacina Sputnik V para crianças de 8 a 12 anos — o que não ocorreu.
fonte: g1

Nesta quarta, a vice-primeira-ministra da Rússia, Tatiana Golikova, anunciou que o Ministério da Saúde vai registrar hoje uma nova vacina, a Sputnik M, para uso em adolescentes de 12 a 17 anos (e que a imunização está prevista para começar no fim de dezembro).

Não está claro nas declarações das autoridades russas porque a vacina para adolescentes será em forma de injeção e porque o spray nasal será usado em adultos — diferentemente do que foi anunciado pelo Instituto Gamaleya em junho.

Covid e vacinação na Rússia

A Rússia foi rápida em desenvolver e aprovar a Sputnik V no ano passado, mas a população tem se recusado a tomar as vacinas disponíveis (44% dos russos tomaram ao menos uma dose e só 37% estão completamente imunizados).

Com isso, o país está vivendo uma quarta onda de Covid-19 que é a mais mortal da pandemia — com recordes diários de casos e mortes —, e o governo tem atribuído o surto atual à relutância da população em se vacinar.

Muitas pessoas hesitam em receber o imunizante por não confiar nas garantias do governo russo sobre a sua segurança, o que fez com que outubro tenha sido o mês mais mortal da pandemia até o momento no pa

Vacina em spray nasal

Diversas pesquisas vêm sendo realizadas em diversos países ao redor do mundo para tentar desenvolver um spray nasal contra a Covid-19. Isso ocorre porque a parte interna do nariz é uma das principais portas de entrada do vírus no corpo humano.

Mas todos os estudos ainda estão em fases iniciais de testes.

Em agosto, um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Chicago e da Universidade Duke publicado na revista científica "Science Advances" afirmou que a vacinação intranasal pode ser mais eficaz e ter menos efeitos colaterais.

Em setembro, pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisa para a Agricultura, a Alimentação e o Meio Ambiente da França, em parceria com a Universidade de Tours, criaram e patentearam uma vacina intranasalMas o estudo foi conclusivo em animais.

Há cerca de um mês, o Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP) pediu autorização à Anvisa para iniciar estudos clínicos de fase 1 e 2 de uma vacina contra a Covid-19 administrada em spray nasal.


Nesta quarta, a vice-primeira-ministra da Rússia, Tatiana Golikova, anunciou que o Ministério da Saúde vai registrar hoje uma nova vacina, a Sputnik M, para uso em adolescentes de 12 a 17 anos (e que a imunização está prevista para começar no fim de dezembro).

Não está claro nas declarações das autoridades russas porque a vacina para adolescentes será em forma de injeção e porque o spray nasal será usado em adultos — diferentemente do que foi anunciado pelo Instituto Gamaleya em junho.

Covid e vacinação na Rússia

A Rússia foi rápida em desenvolver e aprovar a Sputnik V no ano passado, mas a população tem se recusado a tomar as vacinas disponíveis (44% dos russos tomaram ao menos uma dose e só 37% estão completamente imunizados).

Com isso, o país está vivendo uma quarta onda de Covid-19 que é a mais mortal da pandemia — com recordes diários de casos e mortes —, e o governo tem atribuído o surto atual à relutância da população em se vacinar.

Muitas pessoas hesitam em receber o imunizante por não confiar nas garantias do governo russo sobre a sua segurança, o que fez com que outubro tenha sido o mês mais mortal da pandemia até o momento no pa

Vacina em spray nasal

Diversas pesquisas vêm sendo realizadas em diversos países ao redor do mundo para tentar desenvolver um spray nasal contra a Covid-19. Isso ocorre porque a parte interna do nariz é uma das principais portas de entrada do vírus no corpo humano.

Mas todos os estudos ainda estão em fases iniciais de testes.

Em agosto, um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Chicago e da Universidade Duke publicado na revista científica "Science Advances" afirmou que a vacinação intranasal pode ser mais eficaz e ter menos efeitos colaterais.

Em setembro, pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisa para a Agricultura, a Alimentação e o Meio Ambiente da França, em parceria com a Universidade de Tours, criaram e patentearam uma vacina intranasalMas o estudo foi conclusivo em animais.

Há cerca de um mês, o Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP) pediu autorização à Anvisa para iniciar estudos clínicos de fase 1 e 2 de uma vacina contra a Covid-19 administrada em spray nasal.